Arquivo da categoria: Cornos liberais

Eu e minha esposa no swing, uma experiência incrível

Uma das coisas que eu mais gostava de fazer quando ainda era solteiro era assistir garotas e mulheres se despindo, fazendo stripper e transando. Essa era a minha tara, meu fetiche louco. Sentia muito prazer fazendo isso. Eu era um voyeur e levava isso na maior naturalidade. Eu adorava ficar me masturbando enquanto escutava ou espiava casais transando. E assim fiquei por muito tempo. Até quando comecei a namorar a minha esposa. Depois do casamento parei com esse meu fetiche. Na verdade eu apenas tentei não dar mais tanto lado pra isso. Passei alguns anos sem praticar o meu lado voyeur. Mas ficar olhando a minha esposa no banho ou passando seus cremes no quarto… Seminua ou totalmente pelada. Fez com que o meu antigo fetiche e mais alguns outros nascessem. No dia em que comprei um consolo pra ela foi realmente o máximo. Vê-la na cama se masturbando com aquele consolo e ficava imaginando outro cara comendo ela na minha frente bem ali. Mas nunca falei nada pra ela.

Até que eu tomei coragem e fiz a proposta pra minha esposa de nos dois irmos até uma casa de swing. Pra conhecer o lugar ver como é que era. E ela aceitou, depois de pensar um pouco aceitou. Chegamos a tal casa de swing fomos recebidos por um casal que nos levaram para mostrar o local. Aquele clima estava me deixando louco de tesão. Aquele cheiro de sexo no ar. Mas nos nossos planos estávamos ali apenas para conhecer o lugar e mais nada. Até que esse casal levou a gente até uma salinha um quartinho, como se fosse um banheiro onde tinha uns buracos na parede, uma cabine… Entrei ali eu e minha esposa e ficamos sozinhos conversando sobre a nossa atual experiência. Até que uma rola enorme apareceu em um daqueles buracos na parede e ficou ali na nossa frente. Ficamos parados olhando, a minha esposa olhou pra mim e deu uma risadinha… Peguei a mão dela e coloque em cima daquela piroca enorme. Ela ficou um pouco sem jeito e mandei que ela ficasse a vontade. Sentei ali do ladinho e fiquei vendo a minha esposinha alisando aquele cacete. Era a cena que eu tinha sonhado de ver. Só eu e a minha esposa e um cacete de alguém desconhecido do qual podíamos ver apenas a rola e mais nada. Aquele quase anonimato estava me deixando doido de tesão… Estava eu mais minha esposa e uma rola, que não era um consolo, mas apenas tínhamos contato com a rola do cara e mais nada. Ele nem conhecia a gente.  Perguntei se ela estava gostando de alisar aquela pica e ela respondeu que estava adorando… E me perguntou se não sentia ciúmes… Respondi que ciúme estava sentindo de mais, mas a vontade vê-la provando outra rola era maior… Então novamente ela sorriu pra mim e em seguida disse que era muito grossa aquela rola e grande. Fiquei alisando a minha esposa por trás enquanto ela batia uma punheta naquela pica enorme. Virei a minha esposa de frente pra mim. Levantei a sua saia e a empurrei em direção aquela piroca que ficou indo e vindo ao meio das pernas da minha esposa que já estava toda meladinha… Fiquei de joelhos e vi aquela cena magnífica daquela rola toda melada esfregando no cuzinho e na bucetinha dela ao mesmo tempo. Meu pau doía de tão duro que estava. Fiz ela ficar de joelhos também, segurei a pela cabeça e mandei que colocasse aquele pau dentro da boca:

—Chupa vai amor, engole essa piroca na minha frente. Foi então que vi a minha esposinha amada pela primeira vez chupando outro pau. O cara do outro lado não parava de se mexer e gemer. Minha esposa segurou a rola dele com as duas mãos e punhetava enquanto sugava e lambia aquela cabeçona vermelha. Nos dois de joelhos… Minha esposinha lambendo e enfiando aquela pica enorme até onde conseguia dentro da boca e eu ali alisando a bucetinha e os peitos dela. Minha esposa mamava e murmurava com a boca cheia com aquela pica enorme: Hmm… Que delicia de pau amor… Coloquei a minha esposinha de quatro e peguei

Imagem

Visão panorâmica do ângulo que o comedor tem quando esta socando a pica nas nossas esposinhas de quatro. Essa safadinha ainda gosta de fumar um cigarro enquanto leva uma surra de pica na bucetinha… Pra ficar mais a vontade.

PERVERTIDOSDEPLANTAOmorena

Exibicionismo onde tudo começa. Ter uma esposa exibicionista e gostar disso sinal de que tem chances boas de querer ser um marido corno

Sentir uma atração por saber que a sua namorada ou esposa seja alvo de olhares indiscretos é uma pista de que você quer ser corno. Saber que outros machos tem o sonho de possuí-la te deixa excitado… E que tal uma apresentação dela assim na webcam em um chat cheio de comedores… Ver todos batendo uma punheta pensando na sua esposinha vendo ali com um enorme consolo enterrado na bucetinha. Você gostou, né? PERVERTIDOSDEPLANTAOesposamodelo

Imagem

O maior prazer e excitação para um marido corno manso, chifrudo e submisso é isso, ver a nossa esposinha, rainha do nosso lar rebolando na rola de outro macho deliciosamente. Diz ai quem é marido corno manso que não sente prazer vendo uma cena dessas?

PERVERTIDOSDEPLANTAOesposa

Dupla penetração com a casada gostosa

Maridinho corno compreensivo!

Maridinho compreensivo. Ele soube ouvir, entender e atender a vontade da esposinha querida. A vontade de ser saciada e meter gostoso com outro macho e, como quase toda a esposa, ela queria um negão roludo. Maridinho, que além de atencioso e compreensivo, agora corninho manso, prontamente atendeu! E se comportou direitinho tendo participado apenas como um bom fotografo.

Anuncio de corno!

Nas fotos tem o Email. É imprescindível deixar claro que buscamos contatar solteiros comedores (com boa aparência e físico em forma)

Somente entre em contatos comedores do Rio de Janeiro ou aqueles que têm disponibilidade para viajar.

Não curtimos qualquer tipo de Bi – masculino e nem temos interesse em conhecer caras afim dessas fantasias. Ela não sente o menor tesão por tal situação e perde totalmente o interesse o mesmo para o corno que também não tem nenhum tipo de interesse nessas práticas.

Temos experiência em swing e ménage a 5 anos. Por tanto queremos contato com pessoas decididas e com experiência.

Leiam bem o que foi dito acima. Estaremos no aguardo.

Mais uma vez parabéns pelo excelente blog 

Fotografando a esposinha safada liberando a bucetinha para o guia no meio do mato

Relato de um marido mente aberta. Corninho manso

Depois de eu ter descoberto esse meu fetiche de ser corno, e ter ao mesmo tempo tomado conhecimento que a minha esposa gostava de sair na rua com roupas curtas para provocar outros machos, foi juntar a fome com a vontade de comer! Vi a chance de ser um futuro corno, mas isso ainda criava meio que uma confusão. Só de pensar outro cara comendo a minha esposa, socando tudo dentro dela, e ela gemendo se entregando ao prazer da rola de outro… Vinha um arrependimento misturado com raiva, mas junto com isso um tezão enorme, a vontade de viver essa experiência era maior.

Queria sim ser um corno, mas não queria que ninguém soubesse dessa vontade, desse fetiche… Só de pensar na minha esposa chegando em casa depois de uma noitada de sexo com um amante e fingindo que nada tivesse acontecido ver a sua cara de cínica me deixava mais  excitado ainda. Mas como fazer com que a minha esposa saísse com outro? Para que isso acontecesse não era muito difícil, já que a minha esposa é uma morena linda, 1.65 de altura, cabelos longos, bunda grande, seios fartos, coxas bem torneadas e lábios carnudos e o mais importante, muito safada… No caso era só dar um espaço pra ela, talvez forjar uma viagem ou algo do tipo para que a minha esposinha pudesse encontrar um macho comedor para saciar os seus desejos e indiretamente os meus de ser corno.

Mas resolvi falar com ela da minha vontade de vê-la com outro homem. Vontade essa que já vinham tendo algum tempo.  A minha esposa ficou meio surpresa, mas sem exitar a safada já louca de tezão concordou e disse que já tinha com quem trepar. No mesmo instante ela ligou para o contato, um companheiro seu do trabalho, era com ele que iria transar na minha frente… Algum tempo eu desconfiava que ela tivesse mesmo vontade de dar pra ele… Assim que o mais novo comedor da minha esposa chegou fomos para o quarto. Onde sem demora minha esposa safada já foi conferindo o pau do comedor na minha frente… Enquanto eu sentado do lado da cama acompanhava tudo. Vendo a cena;

—ta vendo?

—nossa que tezão…

—gostou dele safada?

—adorei, mas prefiro-o na minha boca…

—vem mamar… Vem…

E eu ali sentado assistindo a tudo. Com o meu pau duro de ver a puta safada que se transformou a minha adorável esposinha. Louca, entregando-se para outro macho na minha frente…

—me deixa ver suas bolas também?

—hum! Que grande elas são… Bate com ele na minha cara…

—puta safada igual a você merece isso mesmo… Surra de rola na cara.

—adoro… Puxa meu cabelo e chama de sua vai cachorro..

—minha puta. Minha cadela…

—quero passar a minha língua na cabecinha desse pauzão, deixa?

—vem passar, vem minha cadela puta, safada, cachorra… Vagabunda…

—isso meu comedor, mostra pro meu maridinho corno como se trata uma puta…

Ela fazia questão de olhar pra mim e me chamar de corno… Não estava agüentando mais comecei a alisar meu pau vendo a cena. Vendo a minha querida esposa se acabando na rola de outro macho…

—vai mete esse pau no meu cu. Ensina meu marido corno como se come um cu. Vai..

—Ahhhh…que pau enorme… Delicia ta me rasgando ta doendo muito seu puto…Vai me rasgar…

—ta doendo, ta? Puta safada merece isso… Chorar na rola de um macho mesmo…

—caralho! Ta doendo seu cafajeste…

—que delicia de rabinho… Apertadinho… Coisa boa…

—gosta de comer um cuzinho de uma mulher casada né safado?

—ainda mais se for uma putinha assim como você, casadinha e vagabunda… Meto sem do

—vai soca com força… Me fode vai… Meu comedor gostoso. Ensina o meu marido como me comer… Vai Ahhhhhhh

Cada enterrada que a minha esposinha levava no rabinho o meu tezão aumentava ainda mais… Enlouquecendo com a cena.

Notei que os dois já estavam pra gozar. Nisso o macho da minha esposa a colocou de perninhas abertas em cima da cama… Começou a lamber o grelinho dela ao mesmo tempo metia dois dedos dentro da bucetinha já pingando de tão melada que estava… Minha esposinha se contorcia toda e gemia muito tendo a sua bucetinha chupada e fodida por dois dedos que entravam e saiam sem parar de dentro dela… Aquela cena estava me deixando doido de tanto tezão… As mãos do macho comedor da minha esposa começaram apertar, alisar os enormes peitos da minha safada, apertando os biquinhos durinhos de tanto prazer. Vendo que a minha esposa já estava toda meladinha e com a bucetinha pronta para receber o seu enorme pau… Com as duas mãos segurou os seios da minha esposa, colocou a cabecinha daquele enorme cassete na entrada da xaninha dela e começou a empurrar tudo pra dentro, entrando, subindo pouco a pouco dentro da bucetinha da minha esposinha querida que berrasse, gritando pra ele arregaçar ela, socar tudo com vontade

—Ahhhh… Fode minha bucetinha… Ahhh delicia de pau… Vai meu gostoso, meu cachorro comedor de casadas

Bombava sem parar na buceta da minha esposa que gemia e gritava alto. Minha esposa começou a gozar se contorcendo toda na cama… Nunca tinha visto a minha esposa gozar daquele jeito… Estava entrando em estado de transe de tanto que gemia na rola do macho que estava socando nela… O cara vendo aquela cena também não agüentou mais e começou a socar com mais força e mais rápido… Até que jorrou leite dentro da minha cadela, minha esposinha puta, enchendo a sua linda bucetinha de porra… Então pedi pra que ele abrisse as pernas da minha esposinha e tive aquela visão linda… Sua bucetinha toda vermelha, arreganhada e de dentro dela escorrendo, saindo pra fora toda aquela porra que o macho dela tinha jorrado lá no fundo. Minha esposinha meio desmaiada na cama, com carinha de puta safada satisfeita, saciada…

Depois disso a nossa relação fortaleceu ainda mais. Gosto de ser um marido, mente aberta. E minha esposa fez do companheiro dela de serviço seu namoradinho fixo. Sempre quando ela demora pra voltar pra casa depois do expediente sei que esta no motel metendo gostoso com ele. Então ela liga pra avisar e deixa-me escutar tudo pelo celular os dois metendo… Só mesmo um marido liberal pra ter noção do prazer que é isso…

“Rogério, o marido da safada que resolveu compartilhar conosco sua experiência”

 

 

 

Delicia de morena. Tesuda, sorridente, bunda e seios lindos, e uma linda bucetinha lisinha e apetitosa